Afiliado

Afiliado:

Página Inicial Expediente Anuncie Indique-nos Fale Conosco

  Ano:  XXXX   Data:  03/06/2017    Edição Número:  1425
BUSCA

  Tribuna Sanjoanense,

Nova pagina 1
  PRINCIPAL
  NOTICIAS
  SEÇÕES
  A GATA DA SEMANA
  ESPECIAL

TEMPO
 


Entre em contato conosto através de nosso e-mail

Imprima esta Noticia CLIQUE AQUI
ROTATIVO FOI ‘NO APAGAR DAS LUZES’ DA GESTãO PASSADA
Estacionamento Rotativo já está em funcionamento O estacionamento rotativo na área comercial de São João del-Rei já está em vigor desde o dia 12 de maio. Os monitores estão nas ruas para orientar os motoristas sobre os procedimentos a serem adotados com o novo serviço. Esses monitores pertencem à Central Serviços, empresa de Mogimirim (SP) que venceu a licitação, na administração municipal passada, para gerir o estacionamento rotativo, de 8 às 18h de segunda a sexta-feira, e de 8 às 13h, aos sábados. Taxas O motorista pode pagar a taxa pelo aplicativo baixado no celular (smartphone), abrindo uma conta no site da empresa, ou com os monitores que trabalham uniformizados. “Tudo on-line”, segundo explicações do gerente da Central Serviços, Mário Guecks, e do diretor do Departamento de Trânsito da prefeitura, Aracélio Santos. Há também 55 lojas credenciadas no centro da cidade para comercializar os créditos eletrônicos. O tíquete digital vale por 60 minutos ao custo de 2 reais o carro e 1 real a motocicleta em áreas demarcadas como Zona Azul. Toda vez que estacionar é só ativar o aplicativo com os créditos eletrônicos. Caso precise permanecer mais 60 minutos na vaga, o motorista e o motociclista pagam mais 2 reais e 1 real, respectivamente. Se o motorista não comprar o tíquete, será notificado pelos monitores da Zona Azul e terá duas chances para regularizar seu estacionamento: após a notificação, 10 minutos para adquirir o tíquete; se passar de 10 minutos e não comprar, terá ainda dois dias úteis para pagar uma tarifa de pós-utilização, só que essa tarifa vai custar 20 reais para carros e 10 reais para motos. Se insistir em não pagar, vira infração de trânsito com perda de cinco pontos na carteira e multa de R$ 195,23. Cartão de isenção Os proprietários e locatários de imóveis residenciais, que não tem garagem e moram nas áreas demarcadas, terão isenção do pagamento da taxa, desde que façam suas credenciais no Departamento de Trânsito, que funciona à rua José Gomide, no Teatro Municipal. A exigência é de que o veículo esteja no nome do proprietário ou do locatário do imóvel. Em caso de utilização de veiculo de terceiro, este deverá comprovar a sua residência no imóvel através de declaração do proprietário ou do locatário. Os documentos são comprovante de residência (água, luz, IPTU, telefone); cópia do contrato de locação do imóvel: certificado de registro e licenciamento do veículo; cópia do CPF e do RG do proprietário e do locatário. O morador terá então direito ao Cartão de Isenção, que não garante a disponibilização da vaga, e apenas um veículo por residência.
Tribuna Sanjoanense

02/06/2017

 

jornal
 
 
 

 

Copyright Jornal Na Imprensa
Copyright Tribuna Sanjoanense. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
sem autorização escrita do Jornal Tribuna Sanjoanense.

Desenvolvimento: Portal Del Rei Publicidade